26/11/2012

Baklava para a proposta de Novembro da Whole Kitchen

Whole kitchen en su Propuesta Dulce para el mes de Noviembre nos invita a preparar un clásico persa Baklava

Este mês a Whole Kitchen desafiou-nos com a preparação da Baklava. Esta sobremesa não tem uma origem bem definida uma vez que vários países a aclamam como sendo sua. De quem e ou não?
O que é interessante é que é um doce bem saboroso e confortante e por esse facto deve ter atravessado fronteiras e culturas. E hoje chega aqui a este cantinho.
Apenas provei Baklava meia dúzia de vezes e como tal decidi adaptar a receita aos meus gostos e sabores da minha terra. Por isso obtei por preparar uma Baklava com figos secos, amêndoas, nozes, pecans e farinha de alfarroba. Não a fiz extremamente doce pois os figos que utilizei já são bastante docinhos. Para cobertura obtei por chocolate preto e pistachios salgados para contrastar com o sabor do recheio. 
Ingredientes para o recheio e massa:

- 400 gr. de figos secos
- 200 gr. de amêndoas com pele
- 50 gr. de pecans
- 50 gr. de nozes
- 3 colheres de sopa de farinha de alfarroba
- 1 colher de sopa de canela em pó
- Massa filó
- 150 gr. de manteiga

Ingredientes para o xarope:

- 20 colheres de sopa de agua
- 5 colheres de sopa de mel de rosmaninho
- 2 colheres de sopa de açúcar amarelo
- 2 paus de canela

Ingredientes para a cobertura:

- 100 gr. de chocolate preto (mínimo 60% cacau) derretido
- 50 gr. de pistachios bem salgadinhos

Modo de preparação:

1º Passo: Remova o pedúnculo duro dos figos e corte-os aos bocadinhos. Moa os figos juntamente com as amêndoas, pecans, nozes, farinha de alfarroba e canela. 

2º Passo: Derreta a manteiga. Barre e forre com papel vegetal uma forma de 23cm x 23 cm. Pincele 2 folhas da massa filó com manteiga em ambos os lados e mantenha as outras cobertas por um pano húmido. Corte 1 folha ao meio e coloque uma por cima da outra. Repita o processo. Coloque metade do recheio por cima da massa.

3º Passo: Pincele mais 2 folhas da massa e corte-as ao meio. Disponha-as umas por cima das outras. Coloque o restante recheio e cubra com as restantes folhas previamente pinceladas com manteiga e cortadas ao meio. Leve ao frigorífico durante pelo menos 30 minutos. Pré-aqueça o forno a 180C.

4º Passo: Com uma faca bem afiada corte em rectângulos, quadrados ou na forma que preferir. Leve ao forno durante 40 minutos. Se a massa começar a ficar escura, cubra com uma folha de alumínio. Entretanto prepare o xarope.

5º Passo: Leve todos os ingredientes para o xarope ao lume. Quando começarem a ferver reduza o lume e deixe a cozinhar por mais 10 minutos. Desligue e reserve.

6º Passo: Retire a baklava do forno e regue com o xarope. Deixe arrefecer completamente, deite o chocolate por cima derretido e polvilhe com os pistachios. Acompanhe com um belo café ou chá.




Imprimir

21/11/2012

Cheesecake de amoras

Este cheesecake foi uma das muitas sobremesas que cá por casa passaram para desfrutar da bela colheita de amoras de este ano. Posso dizer que é super fácil de fazer e que dá para fazer com outro tipo de fruta. Se bem que acho que me inspirei no novo filme do Twilight para criar este visual com um ar para o sangrento e acho que esta sobremesa enquadra-se perfeitamente numa festa com esse tema ou até para uma festa de Halloween.
 
 
Enquanto preparo este post estou a disfrutar da golden hour, que cada vez mais aprecio e adoro vislumbrar apesar de nem sempre me ser possível. Os passarinhas começaram a cantarolar e parece que estão a disfrutar dela tanto como eu, eles sabem que daqui a pouco menos de uma hora irá ficar bem escuro...isto porque a chuva só deu tregúa ainda agora e o sol surgiu para nos brindar com um brilho bem especial e Outonal. Mais do que nunca tento aproveitar a beleza da natureza e os encantos por detrás dela sempre que posso e acho que de ano para ano o meu gosto pelo Outono tem crescido e com ele o apetite pelos ingredientes que ele nos traz.
 
Ingredientes:
 
- 200 gr. de bolachas digestivas
- 100 gr. de manteiga sem sal
- 3 folhas de gelatina
- 200 ml de natas
- 400 gr. de queijo creme (tipo Philadelphia)
- 75 gr. de açúcar amarelo
- 200 gr. de amoras frescas
- Compota de amora
- Amoras para decorar
 
Modo de Preparação Tradicional:
 
1º Passo: Triture as bolachas com a ajuda da varinha mágica ou da picadora e adicione a manteiga aos bocadinhos. Misture tudo muito bem. Coloque a mistura numa forma com a basa amovível de 23 cm, espalhe e espalme com a ajuda de uma colher. Leve ao frigorífico para endurecer ligeiramente enquanto prepara o recheio.
 
2º Passo: Demolhe as folhas de gelatina em água bem fria durante cerca de 5 minutos. Leve as natas ao lume até quase ferverem e adicione as folhas de gelatina bem escorridas uma a uma e misture muito bem entre a adição de cada uma delas. Retire do lume e deixe arrefecer durante cerca 5 minutos.
 
3º Passo: Bata o queijo creme com o açúcar. Adicione as natas e bata tudo muito bem. Adicione as amoras e misture-as com a ajuda de uma colher de metal para não as partir muito e algumas ficarem inteiras.
 
4º Passo: Coloque o recheio na forma e leve ao frigorífico pelo menos durante 12 horas. Coloque algumas colheres de compota por cima do recheio e espalhe. Decore com amoras. Desenforme com a ajuda de uma faca previamente molhada em água a ferver. Passe a faca à roda da forma para ser mais fácil desenformar. Sirva e delicie-se.
 
Notas: Eu gosto de sentir as amoras inteiras no recheio pois quando se apanha uma inteira é uma verdaeira explosão de sabores na boca. Se fizer com morangos parta-os em quartos ou ao meio dependendo do tamanho deles.
 
Fonte: Receita adaptada da revista Good Food Magazine Junho 2003.

Imprimir

14/11/2012

Creme de abóbora, cenoura e alho francês com presunto e queijo de cabra


Desta vez trago uma receitinha que está a concurso no passatempo do 5º Aniversário do blog da Luísa Alexandra. A receita foi feita baseada numa receita publicada por ela, e em que eu apenas fiz algumas alterações. 


Quem estiver interessado em votar na minha foto ou noutra só terá de aceder à seguinte página:

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.443603102363552.102054.207922785931586&type=1

É fazer like na foto ou fotos que mais gostar até esta 6ª feira às 12h00. Uma vez que actualmente não tenho facebook, a divulgação da minha foto torna-se mail dificil, assim como associar a foto a quem a criou.

Ingredientes:

- 4 abóboras pequenas
- 400 gr. de polpa de abóbora
- 200 gr. de batata
- 1 alho-francês
- 2 cenouras grandes
- 1 courgette
- 2 colheres de sopa de azeite
- 1 cubo de caldo de vegetais
- Água q.b.
- Presunto a gosto
- Queijo de cabra fresco a gosto
- Pimenta preta moída na hora
- Cebolinho

Modo de Preparação na Bimby:

1º Passo: Faça um corte no topo das abóboras envolva-as em papel de aluminio e leve-as ao forno a 200 ºC durante cerca de 20-30 minutos ( o tempo vai depender da variedade e do tamanho delas). Remova a polpa e sementes com a ajuda de uma colher. Reserve a polpa.

2º Passo: Cortar o alho francês às rodelas, colocar no copo da bimby juntamente com uma colher de sopa de azeite e programe, 7 minutos, temp. 100 ºC, Vel. Colher Inversa.

3º Passo: Colocar os restantes vegetais cortados aos bocados, adicionar o caldo de vegetais aos bocadinhos e colocar água até cobrir os vegetais. Programe 20 minutos, 100 ºC, Vel. 1.

4º Passo: Ao fim do tempo veja se os vegetais estão cozidos ou se precisam de mais uns minutinhos. Quando estiverem cozidos adicione a outra colher de sopa de azeite, tape o copo da bimby com um pano e programe 1 minuto, Vel. 7 progressivamente.

5º Passo: Coloque a sopa dentro das abóboras. Coloque o presunto desfiado e um pouco do queijo de cabra no topo, polvilhe com a pimenta preta e o cebolinho.

Notas: 
Esta sopa servida desta forma é excelente para festas. Pois a sopa pode-se fazer antes, guardar e depois só se tem de colocar a sopa dentro das abóboras e levá-las ao forno a 200 ºC durante cerca de 20-30 minutos. Se quiser pode colocar logo o queijo e presunto para tostarem um pouco.
Eu costumo guardar as sementes. Lavo-as bem em água, tempero com sal e deixo-as a secar ao sol. Quando tiverem bem secas levo ao forno durante cerca de 5 minutos a 180 ºC. Costumo aproveitar que tenho o forno ligado para outras coisas para torrar as sementes.

Imprimir

06/11/2012

Bolo crumble de maçã e amoras... as últimas do ano. E um problema...

 

Com o frio lá fora, a chuva que teima em cair em conta gotas e o vento que sopra, nada melhor do que preparar um delicioso bolinho com as maravilhosas amoras colhidas por mim e depois acompanhá-lo com um cházinho bem fumegante de rooibos. E foi com este bolinho que eu e a Dolores nos deliciamos depois da bela pizza. E que bela escolha...


Na minha opinião o tipo de maçã que se utiliza para fazer este bolinho e muito importante, pois vai ditar a textura e sabor do mesmo. No meu caso prefiro fazer com maçãs bem firmes e com pouco açúcar, o que se torna óptimo para aproveitar maçãs àcidas que deveriam ser doces para a variedade em questão. Tenha em conta que deverá ajustar a quantidade de açúcar de acordo com a acidez das maçãs.

É impressionante como o tempo passa a fugir, mesmo agora estamos no Natal em em breve no novo ano de 2013. Para mim nesta fase da minha vida sinto os dias a passarem a uma velocidade louca, acho que é o que acaba por acontecer a quem não tem um minuto de descanso ou quem gere e sabe ocupar tão bem o seu tempo que nem se apercebe dos dias a passarem e nos números que esses dias reflectem. Por sorte as estações do ano estão cá para nos alertar, e o Outono alerta-nos que os dias de sol longos e quentes já la vão e que os dias em que o sol brilha menos horas e mais frios vieram para ficar por uns tempos acompanhados em tons castanhos e laranja um pouco por todo o lado.

Problema...desde há uns tempos para cá o meu blog esta com anúncios sonoros comerciais que eu não escolhi ter e que detesto ter de levar com eles. Já contactei os senhores do blogger e ate agora nada, já pesquisei na net e ate agora nada. Será que alguém já passou ou está a passar pelo mesmo? Será que alguém me pode ajudar? Agradecia imenso que me pudessem dar uma mãozinha. Muito obrigada.


 
Ingredientes para o crumble:

- 50 gr. de manteiga sem sal
- 50 gr. de açúcar mascavado escuro
- 1 colher de sopa de canela em po
- 75 gr. de farinha sem fermento
- 50 gr. de pistachios

Ingredientes para o bolo:

- 175 gr. de manteiga sem sal
- 100 gr. de açúcar amarelo
- 4 maçãs descascadas e cortadas em quartos
- 3 ovos XL
- 200 gr. de farinha sem fermento
- 2 colheres de sopa rasas de fermento para bolos
- 150 gr. de iogurte grego
- 150 gr. de amoras
- 4 colheres de sopa de maple syrup

Modo de preparação do crumble:

1º Passo: Leve a manteiga ao lume, quando tiver derretido junte o acucar mascavado, canela, farinha e pistachios. Misture tudo muito bem e retire do lume. Reserve.
 
 
Modo de preparação do bolo:

1º Passo: Pré-aqueça o forno a 180 C. Forre e barre com manteiga uma forma com cerca de 20 cm.

2º Passo: Leve 25 gr. de manteiga ao lume. Deixe derreter junte uma colher de sopa de açúcar amarelo e mexa até o acucar dissolver. Adicione as maçãs aos quartos e mexa tudo muito bem, deixe cozinhar durante cerca de 10 minutos ou até as maçãs estarem douradas e macias.

3º Passo: Bata o açúcar com a manteiga até obtêr uma massa leve, esbranquicada e fofa. Adicione os ovos um a um tendo o cuidado de bater muito bem a massa entre cada adição. Integre a farinha e o fermento na massa com a ajuda de uma colher de metal grande, com movimentos de baixo para cima. Junte o iogurte e envolva-o na mistura com movimentos de baixo para cima.

4º Passo: Coloque 2 terços da massa na forma, alise a massa e espalhe por cima 1 terço do crumble. Coloque o resto da massa por cima, alise e espalhe 1 terço do crumble. Disponha as maçãs e amoras por cima e espalhe o resto do crumble por cima. Leve ao forno durante cerca de 1 hora e 30 minutos. Se a meio da cozedura o bolo começar a ficar queimado por cima, coloque uma folha de papel de alumínio por cima.
 
5º Passo: Deixe o bolo arrefecer durante 10 minutos. Desenforme e sirva ainda morno acompanhado de iogurte, gelado ou outro. Regado com mel ou xarope de acer.


Notas: Pode substituir o maple syrup por mel ou compota de frutos silvestres.

Imprimir