03/06/2011

Focaccia de Tomate seco e Alecrim

O modo como tento descrever e pormenorizar as minhas receitas é algo que me dá imenso prazer, gosto de tentar explicar cada passo da melhor maneira, para que qualquer pessoa sem grande experiência na arte da culinária consiga reproduzi-la em casa sem grandes dificuldades.
As receitas que publico no blog, são geralmente elaboradas bem mais do que 2 vezes, de modo a ter a certeza que a receita resulta e sabe bem.


Quando comecei a descobrir os blogs de culinária já há alguns aninhos atrás lembro-me de tentar reproduzir certas e determinadas receitas e ter dificuldade em obtêr os resultados esperados e muitas das vezes, porque faltavam detalhes na receita, ou existiam ingredientes na lista que depois desapareciam na descrição da receita e afins. Era complicado para quem não tinha experiência praticamente nenhuma na cozinha, e apanhei grandes desilusões. Por isso hoje em dia valorizo imeso os blogs que explicam bem as receitas e especialmente os blogs em que já reproduzi receitas e que ficaram precisamente como estava à espera.


No entanto, reconheço que não é nada fácil dar receitas super detalhadas, pois existem pequenos pormenores ou detalhes que me falham na explicação, ou então já os faço de forma tão natural que nem sequer me apercebo, omitindo-os por completo da receita. No entanto, apesar da explicação existe sempre o grau de dificuldade da receita, que eu nunca mencionei, mas que de fututo penso mudar isso. Para já posso dizer que esta receita é fácil e pode ser elaborada por alguém que nunca tenha feito pão na vida e queira começar por algum lado, ou para quem já faz pão mas ainda nunca fez focaccia. É óptima para acompanhar sopas, servir de entrada molhando em azeite e vinagre balsâmico (a maneira que cá por casa mais gostamos).


Ingredientes:

- 500 gr. de farinha T65 (mais extra para polvilhar)
- 2 colheres e meia de sal grosso
- 20 gr. de fermento fresco
- 2 colheres de sopa de alecrim fresco picado mais extra para polvilhar
- 6 colheres de sopa de Azeite Extra Virgem
- 300 ml de água morna
- 6 pedaços de tomate seco

Modo de Preparação Tradicional:

1º Passo: Peneire a farinha para uma taça ou tupperware grande junte 1 colher e meia de sal e misture com a farinha. Adicione o alecrim. Faça um buraco no centro e deite 4 colheres de sopa de azeite, o fermento esfarinhado, gradualmente junte a água mexendo rapidamente com a ajuda de uma colher de pau.

2º Passo: Retire a massa da taça e amassa na bancada ligeiramente enfarinhada durante cerca de 2-3 minutos até a massa ficar homogénea. Pincele ou pulverize com  óleo a taça ou tupperware e coloque a massa lá dentro. Tape com parafilm ou com um pano de cozinha. Deixe num local morno a levedar, durante cerca de 2 horas, ou até a massa ficar com o dobro do volume.

3º Passo: Pulverize ou pincele uma folha de papel vegetal com óleo, com pelo menos 30 cm x 20 cm. Retire a massa para a bancada e amasse durante cerca de 5 minutos. Coloque a massa em cima da folha de papel vegetal e precione até ficar com a mesma altura, cerca de 1 cm. Cubra a massa com uma pano de cozinha e deixe a levedar por cerca de 1 hora num local morno.

4º Passo: Pré-aqueça o forno a 240 ºC. Corte o tomates ao meio no sentido longitudinal. Misture o restante azeite com uma colher de sopa de água numa taçinha. Molhe os dedos na mistura e pressione a massa ligeiramente toda a massa, formando pequenas covas. Polvilhe com o restante sal. Pressione o tomate nas covas que fez, regue com um pouco de azeite a massa e polvilhe a massa com o restante alecrim.

5º Passo: Baixe a temperatura do forno para os 220 ºC e coza a focaccia por 20 minutos, até estar bem dourada. Transfira para uma grelha para arrefecer ligeiramente. Sirva ainda morna.


Notas: Poderá guardar a focaccia que sobrar no congelador até 1 mês. Para aquecer leve ao forno a 100 ºC durante 2-5 minutos.

Fonte: Ligeiramente adaptado do livro "Making Fresh Bread"da Editora Parragon.


Imprimir

31 comentários:

  1. eu ca adoro mas nunca fiz la em casa
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Menina, que maravilha de receita! Deliciosa, apaixonante! Preciso fazer com urgência! Parabéns!
    Beijos,
    Fabi

    ResponderEliminar
  3. Foccacia! O que eu gosto desta mistura de alecrim e tomate seco em forma de pão. Muito bom. Tenho de fazer foccacia um dia destes. ;)

    Beijo e óptimo fim de semana*

    ResponderEliminar
  4. Também me esforço por explicar o melhor que sei e verifico a receita 30 mil vezes para ver se não falta nada.
    Adorei a tua focaccia. Mais linda é impossivel.
    Boa dica a da congelação.
    Beijinhos,
    Rute

    ResponderEliminar
  5. Ficou com um aspecto fantástico, bjs e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  6. Adorei a receita e dica de poder congelar por 1 mês!Tenha um bom fim de semana. Um abraço,Marta.

    ResponderEliminar
  7. Parabéns, ficom bem original e bonita.

    Beijo
    Maria José

    ResponderEliminar
  8. Que maravilha!
    Deve ser muito bom! Vou experimentar amanhã.
    Bj,
    Lylia

    ResponderEliminar
  9. Hola preciosa!!!, hace dias que veia tu focaccia y por una u otra razón no podia venir a verte!...ya llegue y te aseguro que es perfecta..las focaccias son algo muy versatil...con una bien hecha y un poco de embutido y vino sería feliz!!
    Mil besitos mi linda!!!

    ResponderEliminar
  10. Concordo com as tuas palavras, em relação a nem sempre as coisas saírem como estão na foto é que por vezes as pessoas tiram a receita de um lado e vão buscar foto a outro, sem se preocuparem com o que os outros vão fazer e acredita que isso às vezes até acontece nos livros, por incrível que pareça.
    Gosto muito de focaccia e essa tem um aspecto muito bom, apetece dar uma trinca ;)
    Bjs e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  11. Essa vai pra lista dos "fazer urgentemente" adorei.
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Exquisita focaccia con ingredientes muy ricos,una verdadera y perfecta focaccia,cariños y abrazos.

    ResponderEliminar
  13. Gracias por tu visita. Y me quedo dando una vuelta por tu blog porque tu focaccia me ha enamorado...

    ResponderEliminar
  14. Uau, que maravilha!
    A tua receita ficou do jeitinho que eu adoro!
    Obrigada por compartilhar.
    Um abraço
    Léia

    ResponderEliminar
  15. Olá,
    Vim aqui parar e sou fã do seu blog pois tem receitas fantásticas.
    Vou querer experimentar umas quantas :)
    Se quiser pode visitar meu blog (muito recente): http://www.atitudezen.com/

    Obrigada.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  16. Ficou linda e coradinha, certamente deliciosa, bjs.

    ResponderEliminar
  17. Que óptimo aspecto! Já ando há imenso tempo para fazer foccacia... e com este post ainda fiquei com mais vontade :-)
    Bjs
    Teresa

    ResponderEliminar
  18. Quando vi sua receita lá no blog da Vice, na mesma hora copiei e hoje vou fazer para meu marido que adora.
    Depois volto pra contar, ok?!
    Agradeço a partilha!
    Bjuss!!!

    ResponderEliminar
  19. Hola,

    Su blog ha captado nuestra atención por la calidad de sus recetas.

    Agradeceríamos que lo registre en Ptitchef.com para poder indexarlo.

    Ptitchef es un directorio que referencia los mejores sitios web de
    cocina. Cientos de blogs ya se han inscrito y disfrutan de Ptitchef
    para darse a conocer.

    Para suscribirse a Ptitchef vaya a
    http://es.petitchef.com/?obj=front&action=site_ajout_form o en
    http://es.petitchef.com y haga clic en "Anade tu blog " en la barra la
    parte superior.

    Atentamente,

    Vincent

    ResponderEliminar
  20. Ficou com um aspecto lindo. Que vontade de experimentar...

    ResponderEliminar
  21. Bom dia!
    Gostava que me dissesse se é possivel fazer Butterscotch na Bimby
    Obrigada
    Luisa Mesquita

    ResponderEliminar
  22. Allo Luisa,

    Sim e possivel fazer butterscotch na Bimby. Infelizmente nao tenho nenhuma receita a mao que lhe possa dar, mas e facil de adaptar a receita que escrevi em modo tradicional para o modo bimby.

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Agradeço a todos o tempo que disponibilizaram para deixar uma mensagem neste cantinho! Pois nem só de publicações vive um blog.