10/12/2010

Projeto Reciclar - Pirâmides de Chocolate

A vida nos dias que correm faz com que o tempo e o dinheiro sejam cada vez mais bem geridos. Com a crise ecónomica que se instalou um pouco por todo o Mundo é importante sabermos aproveitar todos os recursos de que dispomos. E como sempre o dinheiro anda sempre por detrás de tudo e mais alguma coisa. Na cozinha não é excepção, e como a alimentação é essencial para a sobrevivência humana é necessário sabermos gerir muito bem o nosso budget para alimentar a família.

Todas as famílias tem hábitos alimentares incutidos, umas preferem seguir uma alimentação saúdavel tendo em conta os alimentos que consomem no dia-a-dia, outras ficam-se pela área dos congelados do supermercado e basicamente só usam o microondas, outras andam entre uma coisa e outra, mas existem muitos mais estereótipos. De todas as formas, com o dinheiro a esticar cada vez menos as nossas escolham devem reflectir-se com conta, peso e medida. E nada  como aproveitar as sobras de refeições, quer sejam as refeições feitas em casa, compradas no supermercado ou em prontos a comer. Para quem não tem o hábito de cozinhar frequentemente acredito que não seja fácil recriar tais sobras. Mas para tal, este foi um dos objectivos deste projecto, facultar receitas recriadas apartir de sobras de outras refeições "...nada se perde, tudo se transforma" - já dizia Lavoisier. Dar ideias e sugestões a quem precisa ou lhe falta inspiração, relembrar que tais combinações são possíveis.

A minha sugestão vai para o aproveitamente de bolos, que sobram especialmente agora nesta época de festividades, de festas de aniversário e afins, ou até daquele bolo que se fez e que teima em não desaparecer do prato, porque todos lhe torcem o nariz. Esta é uma forma de fazer uma bela maquilhagem a essas sobras e dar-lhe outro ar e sabor completamente diferente. Para além disso poderá congelar e guardar no frigorífico sem ser necessário consumir logo, apenas sendo necessário fazer a cobertura no dia em que pensar comer as pirâmides.


Poderá participar até amanhã às 23h59 no Projeto Reciclar e contribuir com a sua receitinha para ajudar a poupar na cozinha e no bolso. 


Ingredientes para a massa:

- 200 gr. de manteiga
- 2 colheres de sopa de açúcar em pó
- 150 gr.de chocolate em pó
- 300 gr. de sobras de bolos moídos
- 1 ovo XL
- 60 gr. de miolo de noz ou de outro fruto seco

Ingredientes para a cobertura:

- 100 ml de natas
- 200 gr. de chocolate para culinária
- 1 colher de sopa de manteiga

Modo de Preparação Tradicional:

Passo: Amoleça a manteiga até ser possível trabalhar bem com ela, adicione o açúcar e chocolate em pó e misture tudo muito bem.

2º Passo: Acrescente os bolos moídos, ovo e miolo de noz. E envolva tudo muito bem, se fôr necessário coloque as mãos na massa até tudo estar muito bem ligado. Leve ao massa ao frigorífico durante 20 minutos, se fizer no Verão deixe por mais tempo.

3º Passo: Retire a massa do frigorífico e molde em forma de pirâmides. Leve-as de novo ao frigorífico por mais 15-20 minutos. Entretanto, prepare a cobertura.

4º Passo: Misture as natas, com a manteiga e chocolate e leve ao lume em banho Maria até obtêr um creme homegéneo, mexendo de vez em quando. Retire do lume e deixe arrefecer durante 5 minutos.

5º Passo: Verta a cobertura ainda morna sobre as pirâmides e deixe escorrer. Leve-as de novo ao frigorífico até solidificar e decore ao seu gosto.

Delicie-se com esta tentação de chocolate...


Notas: Aconselho a ir provando a massa das pirâmides e ajustar com mais açúcar ou chocolate em pó se achar necessário, pois vai depender muito do tipo de sobras de bolos que utilizar. Como já referi pode congelar as pirâmides sem a cobertura até 2 meses no congelador, e adicionar a cobertura no dia em que fôr servir.

Fonte: Receita adaptadada Revista "Edição Especial Mulher Moderna na Cozinha Chocolate".


08/12/2010

A prenda do meu AIG!

Em primeiro lugar quero agradecer e muito à Bea do blog El Rincón de Bea pelo imenso trabalho e dedicação que tem tido nestes últimos 3 anos em organizar o AIG. Não é uma tarefa nada fácil e ela não tem absolutamente nenhum lucro com isso. Por isso Bea aqui vai o meu muito obrigada e uma grande salva de palmas. Não deixem de visitar o blog dela, tem bolachas e bolos maravilhosos, em que nos perdemos nos textos e imagens que ela nos presenteia.

Em segundo lugar quero agradecer e muito ao minha querida AIG, a Fabi do blog FabsFood, que coitada já tinha o coração nas mãos por pensar que a minha prenda nunca mais chegava. Ela teve azar, pois logo após a data que ela enviou a prenda, o mau tempo espalhou-se por Inglaterra e o país andou muito parado, para vocês verem os carteiros cá nunca trabalham aos Domingos e este Domingo andaram a distribuir cartas e afins, devido ao volume enorme de cartas que se acumulou nestas últimas 2 semanas. Adorei conhecer a Fabi virtualmente e acho que certamente as nossas personalidades combinam na perfeição o blog dela é fantástico e por favor não deixem de dar uma espreitadela, porque vale muito a pena.

A Fabi andou a estudar e muito bem o meu blog, e as poucas pistas que eu dou sobre a minha personalidade. As maravilhosas prendinhas que a Fabi me enviou foram:

1) Um cd de Caetano Veloso "Fina Estampa", que eu ainda não tinha - acertas-te em cheio.
2) Um caderno para anotar receitas ou o que queira com rosas.
3) Um bloquinho de notas.
4) Formas para muffins.
5) Livro "Muffins" da Susan Reimer.
6) Especiarias Aristo, as quais eu não conhecia, mas irei utilizar em breve.
7) Pêras dessecadas, ingrediente que até à data nunca usei, mas já vi que existem receitas boas no blog da Fabi para as testar.
8) Praline de Avelãs, que também nunca comi.




Mas para mim Fabi, nem precisava das prendas acho que as palavras da tua carta para mim valeram muito mais que tudo isto e tocaste-me no coração pelas lindas palavras que escreves-te. Tens um blog muito giro e com óptimas receita que irei visitar muitas vezes.


23/11/2010

Tofu com feijões no forno

Nada como uma refeição vegetariana para variar a carne e o peixe. O tofu se fôr muito bem temperado proporciona refeiçãos saborosas e nutritivas, eu sei que nem sempre é fácil  encontrar receitas com tofu que agradem a todos à volta de uma mesa, mas a experiência e a procura de novas receitas pode mudar tudo isso. Eu costumo pensar no prato só com vegetais em que os mesmos são frescos, saborosos e bem temperados e depois é que tento introduzir o tofu, para que o mesmo não seja o rei da refeição no ínicio mas que o acabe por ser, pois os vegetais e especiarias usadas irão de certa forma realçar o seu sabor e aos poucos conquistar o paladar dos mais resistentes. 


Ingredientes:

- 250 gr. de tofu orgânico
- 400 gr. de cogumelos frescos
- 100 gr. de espinafres
- 1 lata de polpa de tomate
- 1 lata de feijão encarnado
- 1 cebola
- 3 dentes de alho
- 1 colher de sopa de paprika
- 1 colher de chá de caril
- 3 colheres de sopa de tahini
- 2 colheres de sopa de azeite extra-virgem
- 1 colher de sopa de molho de soja
- Pimenta preta moída na hora
- 1 pitada de noz-moscada
- 100 gr. de queijo creme para barrar com alho e ervas
- 3 crakers esmigalhados em pó

Modo de Preparação Tradicional:

1º Passo: Seque com papel de cozinha o tofu de maneira a retirar a maior parte do líquido. Corte o tofu em cubos com cerca de 1.5 cm. Tempere o tofu com a paprika, caril, tahini, molho de soja, pimenta preta e noz-moscada. Coloque num saco de congelação e deixe a marinar por 30 minutos no mínimo. O ideal é de um dia para o outro.

2º Passo: Numa frigideira coloque as 2 colheres de sopa de azeite, leve ao lume. Quando estiver quente adicione os alhos picados finamente salteie, adicione a cebola cortada em rodelas, quando a cebola estiver dourada junte os espinafres deixe a cozinhar por 2-3 minutos. Pré-aqueça o forno a 200 ºC.

3º Passo: Adicione os cogumelos saltei por 4-5 minutos. Junte o tofu, a marinada e a polpa de tomate, deixe cozinhar por 5 minutos. Adicione os feijões e deixe a cozinhar por mais 3-5 minutos.

4º Passo: Coloque o preparado num recipiente refráctario espalhe o queijo creme por cima e polvilhe com os crakers. Leve ao forno durante 20 minutes.


Notas:
O tahini é uma pasta feita de sementes de sésamo que se pode encontrar à venda em grandes superfícies ou em lojas de produtos importados.
Se o molho de tahini for muito espesso adicione 1-2 colheres de sopa de água quente para ajudar a dissolver.

20/11/2010

Bolo de Amoras e Amêndoas para o 3º Aniversário do Tertúlias de Sabores

Hoje comemora-se o 3º Aniversário do blog Tertúlias de Sabores, se ainda não conhecem este blog andam a perder muita receita boa e fotos excelentes, são 3 anos de grande qualidade culinária. Posso dizer que já aprendi muito com a Moira, tanto a nível culinário como a nível cultural, onde a comida e a história andam lado a lado e como alguns costumes, histórias e tradições estão ligados à volta das nossas mesas sem muitas vezes nos apercebermos ou nos questionar-mos sobre tal.


O tema deste ano é: "Hoje a Moira vem jantar...", no início queria ter feito uma entrada ou prato principal, mas o tempo para me aplicar neste tipo de refeições tem sido curto e como tal decidi-me por uma sobremesa, já que os desejos por doces nos últimos tempos por estes lados tem andado em alta.

Ingredientes para o bolo:

- 200 gr. de manteiga à temperatura ambiente
- 125 gr. de açúcar amarelo
- 175 gr. de farinha com fermento
- 75 gr. de farinha de amêndoas
- 2 ovos mais 4 gemas
- 4 colheres de sopa de leite

Ingredientes para o merengue:

- 4 claras de ovos
- 75 gr. de açúcar amarelo
- 3 colheres de sopa de amêndoas laminadas

Ingredientes para o recheio:

- 1 pacote de natas com um minímo de 35% de gordura
- 150 gr. de amoras + 50 gr. para decoração
- 1 colher de sopa de açúcar amarelo

Modo de Preparação na Bimby:

1º Passo: Barre com manteiga e coloque uma folha de papel manteiga numa forma com 20 cm de diâmetro. Pré-aqueça o forno a 160ºC.

2º Passo: Coloque todos os ingredientes para o bolo no copo da bimby e misture tudo muito bem até estar bem ligado. Cerca de 1 min., Vel. 4. A meio do tempo se fôr necessário baixe os ingredientes no copo. Coloque a massa do bolo na forma

3º Passo: Prepare o merengue batendo as claras em castelo, quando começarem a ficar consistentes adicione o açúcar aos poucos, até ficar bem espesso e brilhante. Espalhe o merengue sobre a massa do bolo, por cima polvilhe com as amêndoas laminadas e leve ao forno durante 1 hora. Nos primeiros 40 minutos coloque uma folha de papel de alumínio por cima da forma, nos restante 20 minutes retire a folha de papel de alumínio e deixe o merengue ganhar côr.

4º Passo: Retire o bolo e deixe-o arrefecer completamente em cima de uma grelha. Quando o bolo estiver frio com uma faca divida o bolo em dois, primeiro pode marcar à volta do bolo com  a faca e só depois é que faz o corte seguindo a linha que fez à volta para sair tudo certinho.

5º Passo: Bata as natas até estarem bem firmes e envolva as amoras cuidadosamente. Recheio o bolo com as natas decore com as amoras que reservou.

Espero que a Moira aprecie este rico e delicioso bolinho.


Fonte: Receita adaptada da revista "Good Food Magazine, Agosto 2008".

Notas: Pode dividir a massa do bolo em duas formas com o mesmo diâmetro a que levar o merengue leve ao forno por 40 minutos e a forma só com a massa durante 30 minutos.


15/11/2010

Moussaka

Depois de à uns tempos atrás ter visto imensas moussakas a desfilarem pela blogesfera fiquei com uma vontade louca de fazer e comer uma moussaka. Gosto das versões vegetarianas mas para mim a melhor é sem dúvida com carne de carneiro. O sabor forte desta carne dá um toque e característica especial à moussaka.



Ingredientes (4 pessoas):

- 500 gr. de carne de carneiro
- 2 beringelas grandes
- 1 cebola grande
- 4 dentes de alho
- 2 latas de tomate em polpa
- 100 ml de vinho tinto de boa qualidade
- 1 colher de café de canela
- 1 colher de sobremesa de menta fresca picada finamente
- 2 colheres de sopa de azeite extra-virgem
- Sal grosso q.b.
- Pimenta preta moída na hora q.b.
- 100 gr. de queijo parmesão ralado na hora
- 600 ml de molho bechamel
- Azeite em spray q.b.


Modo de Preparação Tradicional:

1º Passo: Corte as beringelas em fatias fininhas de 6-8 mm de espessura. Polvilhe-as com sal e deixe-as a repousar durante 30 minutos. Passado este tempo, lave em água abundante e seque-as muito bem com papel de cozinha. Pré-aqueça o forno a 200 ºC.

2º Passo: Coloque as rodelas de beringela num tabuleiro pulverize com azeite e leve-as ao forno durante 10-15 minutos, não se esquecendo de as virar a meio do tempo. Retire-as do forno e reserve.

3º Passo: Numa panela bem grande coloque as 2 colheres de sopa de azeite e leve ao lume até aquecer. Adicone os alhos picados finamente e deixe-os cozinhar por alguns segundos, adicione a cebola picada finamente e deixe cozinhar até estar dourada.

4º Passo: Adicione a carne mexa durante 1-2 minutos, junte o sal, pimenta preta, canela e menta picada. E deixe cozinhar muito bem em lume médio durante 8-10 minutos. Adicione a polpa de tomate e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Junte o vinho e deixe ao lume por mais 10 minutos, tendo o cuidado de mexer de vez em quando para não pegar.

5º Passo: Pulverize um recipiente refráctario com azeite, por cima disponha uma camada de beringelas, no topo coloque uma parte da carne, volte a repetir o processo mais 2 vezes. No fim regue com molho bechamel polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno durante 20-25 minutos ou até estar bem dourado. 


Fonte: Inspirei-me na colectânia de receitas de moussaka que vi na altura, não usei nenhuma em específico.


Imprimir

12/11/2010

Crumble de Ruibarbo e Morangos

Adoro crumble de tudo e mais alguma coisa. Acho delicioso podermos pegar em fruta e combiná-la desta forma deliciosa. Para além de ser uma forma de os mais esquisitos com fruta a consumirem sem refilarem.


Ingredientes:

- 250 gr. de ruibarbo
- 250 gr. de morangos
- 85 gr. de farinha sem fermento
- 40 gr. de açúcar amarelo + 4 colheres de sopa rasas
- 50 gr. de manteiga à temperatura ambiente
- 35 gr. de farinha de amêndoa
- Sumo e raspas de uma laranja pequena (optional)
- 2 colheres de sopa de nozes picadas grosseiramente


Modo de Preparação na Bimby:

1º Passo: Pré-aqueça o forno a 200 ºC. Coloque num recipiente refráctario os morangos cortados ao meio ou em quartos se  foram muito grandes, o ruibarbo com cerca de 2 cm de comprimento, 4 colheres de sopa rasas de açúcar amarelo e o sumo da laranja (optional). Leve ao forno durante 25-30 minutos, não se esquecendo de dar a volta à fruta a meio do tempo.

2º Passo: Entretanto coloque no copo da bimby as farinhas e as 40 gr. do açúcar amarelo. Programe 1 min., Vel. 3. Adicione a manteiga e as raspas da laranja e programe 1 min., Vel. 3 ou até obtêr uma farofa.

3º Passo: Espalhe a farofa por cima da fruta, polvilhe com as nozes e leve ao forno por mais 25 minutos, até a farofa estar bem dourada e a fervilhar. Retire do forno deixe repousar durante 5 minutos. Poderá servir com farinha custarda ou com gelado de baunilha ou nata regado com os sucos da fruta.



Fonte: Receita adaptada da Revista Good Food Maio 2005.

10/11/2010

Esparguete ao alho

Antes de mais quero agradecer a todos os que por aqui tem passado e comentado. Agradecer também às pessoas que me alertaram que o meu blog não estava a ser visualizado como devia de ser. Atendendo aos e-mails e mensagens de alerta que recebi, pedi ajuda ao meu querido Monstro das Bolachas, que me preparou este lindo e simples layout, a ele o meu muito obrigado.


Esta receita é super, mega simples, rapidissima e é um excelente acompanhamento.

Ingredientes (1 pessoa):

- 100 gr. de esparguete
- 2 dentes de alho
- 1 colher de sobremesa de azeite extra-virgem

Modo de Preparação Tradicional:

1º Passo: Coza o esparguete de acordo com as instruções do fabricante. Pode adicionar um copo de água fria para parar a cozedura do esparguete antes de desligar o fogão. Escorra o esparguete depois de cozido.

2º Passo: Fatie os alhos finamente e reserve. Leve uma frigideira ao lume com o azeite quando estiver quente adicione os alhos fatiados e saltei muito bem, quando começarem a ficar passados junte o esparguete e misture tudo muito bem durante 2 minutos.

3º Passo: Retire de lume e sirva de imediato.


Imprimir

03/11/2010

Risotto cremoso de beterraba

Em momentos em que a crise em ferro ataca nada melhor do que preparar refeições que incluam este elemento. Para tal a beterraba é uma das hortaliças mais ricas em ferro, e foi o ingrediente de eleição para preparar este maravilhoso risotto.

A beterraba odiada por muitos e apreciada por poucos, necessita de uma preparação mais cuidada e elaborada para que as pessoas apreciem este alimento em pleno que tanto bem faz à saúde.

Ingredientes para 4 pessoas:

- 3 beterrabas de tamanho médio
- 3 colheres de sopa de azeite extra virgem
- 1 colher rasa de sopa de manteiga, mais extra
- 1 cebola média
- 3 dentes de alho
- 500 gr. de risotto ou arbório
- 150 ml de vinho branco seco
- 1000 ml de caldo de vegetais (mais ou menos)
- 150 ml de natas azedas (faz toda a diferença neste prato)
- 100 gr. de queijo parmesão
- 6 colheres de sopa de coentros picados
- Sal q.b.
- Pimenta preta moída na hora q.b.
- 1 colher de sopa de flores e especiarias secas

Modo de Preparação Tradicional:

1º Passo: Pré-aqueça o forno a 200º C. Utilizando umas luvas de cozinha pele e corte em cubos de 2 cm as beterrabas. Disponha num pirex e tempere com 1 colher de sopa de azeite, sal, pimenta preta e a colher de sopa de flores e especiarias secas. Misture tudo muito bem. Leve ao forno durante 1 hora.

2º Passo: Leve ao lume uma panela com fundo grosso e coloque as 2 colheres de sopa de azeite e manteiga ao lume até aquecerem. Adicione os alhos picados finamente e deixe cozinhar por alguns segundos, adicione a cebola picada finamente e deixe cozinhar por 2-3 minutos.

3º Passo: Adicione o risotto ou arborio, envolva-o muito bem no azeite, cebola e alhos e deixe cozinhar por 3-5 minutos ou até o risotto começar a abrir. Jogue o vinho por cima do risotto mexa bem e deixe cozinhar em lume brando-médio durante cerca de 4-5 minutos.

4º Passo: Vá adicionando o caldo de vegetais aos poucos e mexa com uma colher de pau. Repita este processo a cada 5 minutos, até um total de 15 minutos. Apenas adicione o caldo necessário para o risotto ficar al dente, isto implica que poderá utlizar mais ou menos do que o 1L.

5º Passo: Retire as beterrabas do forno e reduza-as a um puré grosso. Adicione a beterraba ao risotto e incorpore muito bem. Junte 80 gr. do parmesão ralado misture, adicione uma noz de manteiga, sal se achar necessário, pimenta preta e misture tudo muito bem.

6º Passo: Retire do lume, coloque o risotto em pratos pré-aquecidos no forno (aproveite o calor que provêm do forno depois de o ter desligado para cozinhar a beterraba). Polvilhe com parmesão, coloque uma colher de sopa bem generosa no meio do prato, polvilhe com os coentros e sirva de imediato.


Fonte: Receita adaptada da Revista Good Food magazine.

Notas:
Em vez de levar a beterraba ao forno poderá cozê-la em água a ferver durante 20-25 minutos e aproveitar essa água para o risotto.
Se não tiver caldo de vegetais, poderá dissolver um caldo de vegetais em 1 L de água a ferver. Neste caso, não se esqueça de reduzir a quantidade de sal da receita.
Poderá substituir as natas azedas por iogurte natural grego.


01/11/2010

Croissants de Pastelaria


Foi a primeira vez que me aventurei a fazer croissants e a preparar massa folhada do nada. Foi bem mais fácil e rápido do que eu estava a espera. Já repeti estes croissants cá por casa mais algumas vezes, e posso dizer que são sempre um sucesso garantido e a receita resulta sempre. Vale bem a pena o trabalho, para além da quantidade de manteiga ser bem menor do que a maioria dos que se vendem nas grandes superfícies. Apesar da receita ser bem grande não se deixe intimidar e tire uma tarde ou manhã para fazer estes magníficos croissants, por certo não se irá arrepender e entre os tempos de espera poderá sempre ir fazendo outras coisas.

Ingredientes (rende entre 10 a 12 croissants médios):

- 500 gr. de farinha T65 mais extra para polvilhar
- 30 gr. de fermento fresco de padeiro
- 100 ml de leite morno
- 1 colher de café de sal grosso
- Raspas de meia laranja ou limão (optional, apenas recomendo se fôr consumir os croissants com compotas ou geleias em que o sabor do limão ou laranja combinem)
- 75 gr. de açúcar granulado branco
- 100 gr. de margarina mais 50 gr. para dar as voltas à massa
- 2 ovos médios

Modo de Preparação Tradicional:

1º Passo: Deite as 500 gr. de farinha num alguidar e abra uma cova no meio. Na cova que abriu deite o fermento esfarelado, o leite morno e amassa tudo muito bem com metade da farinha que esta dentro do alguidar.

2º Passo: Incorpore o resto da farinha à massa e amasse durante alguns minutos até obtêr uma bola tosca, dê 2 golpes em cruz e deixe a levedar durante 10-15 minutos.

3º Passo: Junte o açúcar, raspas de limão ou laranja (optional) os ovos e amasse tudo bem até estar tudo muito bem ligado. Junte as 100 gr. de margarina derretida e amassa muito bem até estar tudo muito bem ligado e a massa se descolar do alguidar onde amassou.

4º Passo: Faça uma bola com a massa, polvilhe com farinha, cubra com um pano e deixe a levedar num local morno durante 1h30-2h00, até duplicar o tamanho.

5º Passo: Coloque a massa numa superfície enfarinhada e volte a amassá-la por 3-4 minutos. Molde a massa em forma de bola, polvilhe-a com farinha e estenda-a com a ajuda de um rolo de massa sobre a mesa, até formar um rectângulo com 40 cm x 25 cm e 1 cm de espessura. Sempre que fôr necessário polvilhe a massa e o rolo da massa com farinha para ajudar à massa a não se pegar.

6º Passo: Amoleça ligeiramente 50 gr. de margarina (não deixe a margarina derreter) para facilitar a sua introdução na massa. Com os dedos ou a ajuda de uma espátula espalhe a manteiga sobre a massa, sem chegar aos bordos. Deverá deixar uma margem de cerca de 3 cm até aos bordos sem margarina.

7º Passo: Dobre a massa em 3 como se de uma carta de trata-se. Se achar necessário bata com a ajuda de o rolo da massa para ajudar a massa a absorver a margarina. Volte a estender a massa em rectângulo e dobre em 3 partes pelo menos mais 3 vezes. Isto é, dobre um terço da massa para dentro e cubra com a outra terça parte. Deixe a massa repousar durante 10 minutos (se efectuar esta receita no Verão deverá deixar a massa repousar os 10 minutos no frigorífico).





8º Passo: Estenda de novo a massa em rectângulo, polvilhe com farinha se achar necessário. A largura não deverá ultrapassar os 30 cm e a espessura deverá rondar os 6 mm. Com uma faca, corte a massa em triângulos compridos com a distância entre cortes com cerca de metade do seu comprimento.

9º Passo: Para cada triângulo estitque as bases, sem abrir a massa e enrole. Dê o formato de quartos de lua e coloque num tabuleiro polvilhado afastados cerca de 5 cm uns dos outros e cubra com um pano.

10º Passo: Deixe a levedar durante 1h00-1h30 até dobrarem o tamanho. Pincele-os com o ovo batido e leve a cozer a 200º C durante 20-25 minutos.

11º Passo: Com a ajuda de uma espátula retire os croissants do tabuleiro e coloque-os numa grelha para arrefecerem. Poderá guardá-los depois de frios no congelador até 1 mês.

Fonte: Teleculinária com mais de 25 anos de existência, infelizmente não sei o número nem o ano ao certo.

Nota: Nesta receita não é necessário utilizar margarina para folhados. Poderá polvilhar com açúcar ou amêndoas laminadas depois de pincelados com o ovo.

21/10/2010

Humous




Depois da experiencia com os paes pitta tive de fazer um humous para comer com aqueles paozinhos maravilhosos. Adoro humous e todas as versoes que provei ate hoje nunca me desiludiram. Esta versao e bem rapida e facil de fazer se ja tiver os graos prontos ou utilizar os de lata. Combina bem com carne assada ou com vegetais.

Ingredientes:

- 240 gr. de grao em lata ou de grao cozido
- Sumo de 1 limao (se apreciar o sabor do limao como eu adicione o sumo de mais outro limao)
- 150 g. de tahini (cerca de 4 colheres de sopa bem cheias)
- 2 dentes de alho
- 4 colheres de sopa de azeite extra virgem
- 1 colher de cafe de cominhos
- 1 colher de sopa de paprika
- Sal fino q.b.
- 1 colher de cafe de pimenta preta moida na hora
- 1 Colher de sopa de salsa picada para decorar

Modo de Preparaçao na Bimby:

1º Passo: Escorra o grao da lata e deixe cerca de uma colher de sopa do liquido. Coloque o grao e a colher de sopa do liquido na bimby e programe 1 min., Vel 4-6.

2º Passo: Adicione o sumo de limao, tahini, alhos, 3 colheres de sopa de azeite e os cominhos. Programe 1 min., Vel. 4-6. Baixe os ingredientes com a ajuda de uma espatula e programe mais 30 seg., Vel. 4. Prove e se achar que deve adicionar mais sumo de limao ou alho adicione e programe mais uns segundos. Tempere com sal e pimenta, disponha na taca de servir e leve ao frigorifico durante 2-3 horas antes de servir.

3º Passo: Quando for servir misture a colher de azeite com a paprika e espalhe sobre o humous. Polvilhe com a salsa e delicie-se acompanhado com paes pitta quentinhos.

Fonte: Receita adaptada do livro "Everyday Vegetarian" da Editora Parragon.


Imprimir

19/10/2010

AIG 2010 - Amigo Invisivel Gastronomico

Realiza-se este ano mais uma vez o AIG 2010 organizado pela Bea do blog El Rincon de Bea. O qual consiste na troca de uma prenda com o valor estipulado entre 15-20 euros. Esta iniciativa ja conta com 3 anos de existencia e de ano para ano as inscriçoes tem aumentado. Este ano consegui me inscrever mesmo no ultimo minuto, pois houve uma desistencia.


O logotipo lindissimo de este ano foi desenhado pela Carol uma prendada ilustradora infantil, poderam ver alguns dos seus talentosos trabalhos no seu blog.


Para que o meu amigo invisivel gastronomico tenho uma ideia do que me possa oferecer, vou deixar aqui algumas pistas... Gosto de coisas em miniatura, adoro cortadores de bolachas e por acaso nao tenho nenhuns com motivos natalicios, estou a tentar iniciar-me na arte de decoraçao de bolos, por isso acessorios que tenham a ver com isso sao sempre bem vindos.

P.S. Peco desculpa pela falta de acentos, mas este computador tem teclado ingles.

16/10/2010

Pães Pitta 5ª Edição do World Bread Day

Hoje realiza-se a 5ª Edição dp World Bread Day, organizado pela Zorra do blog 1x umruhren bitte. Soube desta iniciativa através do blog da Moira, assim como no ano passado também fiquei a saber de tal desafio através do seu fantástico blog.Para saber mais informações como participar visite o blog da Zorra.

O ano passado infelizmente não consegui participar pois tinha criado este blog à pouquissimo tempo e ainda estava muito verde. Mas este ano não pude deixar escapar, e coloquei as mãos na massa e fiz algo que nunca tinha feito. A experência correu bem e vou voltar a repetir em breve. Não existe nada melhor do que arregaçar as mangas, amassar o próprio pão e sentir o cheirinho de pão caseiro no ar. Comer o pão acabadinho de sair do forno então é uma delícia.

É uma pena que nos dias que correm cada vez seja mais usual não ver pão sobre a mesa de tantas famílias espalhadas por esse Mundo a fora.



Ingredientes:


- 350 gr. de farinha T55 mais extra para polvilhar

- 1 colher e meia de sopa de sal grosso

- 1 colher de sopa de açúcar

- 1 colher de sopa de fermento seco para pão

- 1 colher de sopa de azeite extra virgem

- 200 ml de água morna (aproximadamente 37 ºC)





Modo de Preparação Tradicional:


1º Passo: Peneire a farinha e o sal para uma taça bem grande. Adicione o fermento e açúcar e misture tudo muito bem com a ajuda de uma colher de pau.


2º Passo: Faça um buraco no centro da farinha e deite o azeite e água morna no buraco. Misture tudo muito bem até a massa estar bem ligada com a ajuda de uma colher de pau. Com as mãos retire a massa da taça e amasse-a na bancada polvilhando com mais farinha se fôr necessário. Amasse durante 10 minutos até obtêr uma massa elastica e macia. A massa estará boa quando colocar um dedo e pressionar ela voltar para trás.


3º Passo: Pincele uma taça com azeite ou pulverize com azeite em spray e coloque a massa na taça, tape a massa com papel celofane ou com um pano de cozinha e deixe a levedar por 1 hora num local morno ou até o tamanho aumentar para o dobro.


4º Passo: Coloque a massa numa bancada com polvilhada com farinha e amasse durante 5 minutos, deverá tentar remover todo o ar que a massa possui. Divida a massa em 8-10 bolinhas do tamanho de bolas de golf. Coloque as bolas num tabuleiro polvilhado com farinha e deixe-as levedar durante 10 minutos cobertas com um pano de cozinha.


5º Passo: Coloque uma pedra rectangular de barro no forno e pré-aqueça o forno a 250ºC. Com as mãos enfarinhadas e numa bancada polvilhada com farinha achate as bolas e dê-lhes forma circular com cerca de 10 cm de diâmetro. Coloque os círculos em cima de uma toalha polvilhada com farinha e deixe levedar por 30 minutos. Atenção: Não coloque os discos em cima uns dos outros.


6º Passo: Pulverize com um pouco de agua o forno feche durante 1 minute e coloque 2 discos lado a lado na pedra e deixe cozer durante 5 minutos. Retire os pães inchados e com ajuda de um pano pressione para voltarem a ficar planos. Repita o processo até terminar com todos os discos.




Notas: Se não conseguir encontrar à venda uma pedra de forno de barro, poderá usar uma de marmóre para o efeito, daquelas que se usam para cortar os vegetais.
Geralmente por refeição são consumidos 2 pães pitta, por isso se não quiser cozer todos, deverá congelá-los em formato de bola de golf e quando quiser usar é só deixar descongelar e seguir a receita.



Fonte: Receita ligeiramente adaptada do livro "Making fresh bread" da Editora Parragon.

13/10/2010

Pimentos recheados com arroz e queijo feta


Com esta receitinha participo no Passatempo que a Argas e a Belinha Gulosa lançaram de Receitas Rápidas para o dia-a-dia. Isto porque esta receita requer 30 minutos, praticamente não se suja loiça nenhuma e sãe bem barato alimentando 4 pessoas, para além disso dá para aproveitar sobras de arroz.

Os dias por cá já são de chuva e frios, o ambiente que anda pelo ar já é do Halloween e em breve haverá festas por todos os lados.

As lojas já começam a vender as fitas, bolas e outros artigos de decoração para o Natal, quando ainda faltam 74 dias. Apesar de tudo sou daquelas pessoas que gosta de comprar as prendas com alguma antecedência e sem pressas, não gosto de deixar as compras para as últimas semanas, mas acho muita antecedência para comercializar já estes artigos. E para combater a crise que já se sente em algumas casas e em que outras aproxima-se a passos largos, aqui deixo uma receitinha bem económica e rápida, para poupar algum dinheiro para comprar prendas ou melhor lembranças para este Natal.



Ingredientes (para 4 pessoas):


- 4 Pimentos (vermelho, amarelo, verde e laranja)

- 2 colheres de sopa de azeite extra virgem mais um pouco para pincelar os pimentos

- 1 cebola média arranjada e cortada aos cubos bem pequeninos

- 200 gr. de cogumelos frescos

- 1 colher de sopa de ervas da provence

- 250 gr. de arroz basmati já cozinhado

- 150 gr. de queijo feta light


Modo de Preparação Tradicional:


1º Passo: Pré-aqueça o forno a 200ºC. Lave os pimentos, corte-os ao meio, limpe as sementes e partes brancas. Pincele com azeite o interior dos pimentos ou use azeite em spray. Leve os pimentos ao forno durante 10 minutos.


2º Passo: Enquanto os pimentos estão no forno, leve uma frigideira ao lume com as 2 colheres de sopa de azeite. Quando estiver quente adicione a cebola, quando estiver translúcida adicione os cogumelos, adicione as ervas da provence e deixe ao lume até estar cozinhado.


3º Passo: Adicione o arroz à frigideira e saltei durante 2 minutos. Remova a frigideira do lume e adicione o queijo feta cortado em cubos de 1 cm. Rechei os pimentos e leve-os ao forno por mais 15-20 minutos até estarem bem passados.


Nota:Se o arroz já estiver cozinhada este prato faz-se em 2 tempos e acompanhado de uma bela saladinha dá uma refeição e tanto. Na foto parece que o arroz ficou um pouco preto mas é o efeito que os cogumelos frescos dão.


Fonte: Receita adaptada de uma cartão de receitas do Morrisons.

Imprimir