30/11/2009

Pizza de Mascarpone e Cogumelos

Adoro comer pizza, especialmente naqueles dias em que não temos muito tempo para cozinhar e queremos algo bem depressa. A receita da massa adaptei ligeiramente do blog Pão, Bolos Cia, é uma massa super fácil e rápida de fazer, para além de que se se fizer a massa fininha ela fica crocante. Recomendo vivamente a experimentarem.
Ingredientes para 2 disco cm 27 cm de diametro bem fininhos:
- 275 gr. de farinha sem fermento
- 200 ml de água
- 7 gr. de fermento royal
- Meia colher de chá de sal
- 1 Colher de sopa de azeite
Ingredientes para o recheio:
- 8 cogumelos Portobello
- 100 gr. de mascarpone
- 4 colheres de sopa de molho de tomate
- 75 gr. de queijo emmental
- Oregãos q.b.
Modo de Preparação na Bimby:
1º Passo: Colocar a água com o sal e programe 5 min., Vel. 1, Temp. 37ºC. Adicione os restantes ingredientes para a massa e programe 2 min., Vel. Espiga.
2º Passo: Esticar a massa na bancada com a ajuda de farinha e colocar a massa numa forma para pizza ou numa rede. Levar ao forno durante 5-10 minutos a 210ºC.
3º Passo: Retire a pizza do forno e rechei. Comece por dispor 2 colheres de sopa em cada disco e espalhe bem. Por cima coloque os ingredientes na seguinte ordem: emmental, cogumelos fatiados, mascarpone e oregãos. Leve ao forno durante 15-20 minutos a 190ºC.

28/11/2009

Esparguete Integral com Molho de Espargos

Este molho de espargos para acompanhar com o esparguete é uma maravilha, inventei à última da hora, pois tinha de gastar cocktail de camarão que estava no frigorífico. E não é que saiu um prato com um sabor indescritivel.
Ingredientes para 2 pessoas:
- 50 gr. de parmesão
- 250 gr. de esparguete integral
- 50 ml de cocktail de camarão ou molho de camarão
- 200 gr. de espargos
- 1 colher de sopa de mascarpone
- 250 ml de natas de soja
- 3 dentes de alho
- 1 colher de sopa de azeite
- Sal q.b.
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Cozer os espargos em água a ferver com um pouco de sal durante 6- 8 minutos. Escorra a água dos espargos e reserve. Passe os espargos por água fria. Corte as pontas dos espargos e reserve para decoração. Corte o corpo dos espargos com 1-2 cm de comprimento.
2º Passo: Leve os alho ao lume numa frigideira com o azeite e saltei durante 2 minutos. Junte o cocktail de camarão e mexa durante 3 minutos. Adicione 25gr. de parmesão, o mascarpone, as natas de soja e os espargos aos cubinhos e deixe ao lume durante 6-8 minutos. Após esse tempo poderá ralar o molho com a varinha mágica ou deixá-lo como está.
3º Passo: Colocar a água de cozedura dos espargos numa panela ao lume com um pouco de sal até levantar fervura. Adicione a massa e coza de acordo com as instruções do fabricante.
4º Passo: Disponha a massa nos pratos com o molho por cima e enfeite com as pontas dos espargos e as restantes 25 gr. de parmesão cortado em fatias bem fininhas.
Bon apetit.

26/11/2009

Biscoitos Xadrez

Amei a ideia destes biscoitos, assim que bati os olhos nesta receita, sabia que tinha de testá-la o quanto antes. Assim foi, adorei a experiência e hei-de fazê-la mais vezes. A criançada adora estas coisas, e quem for adepto de corantes alimentares ainda poderá brincar com as cores.
Ingredientes:
- 150 gr. de manteiga
- 100 gr. de açúcar em pó
- 1 pitada de sal
- 200 gr. de farinha sem fermento
- 25 gr. de cacau em pó
- 1 colher de sopa de extracto de baunilha (não confundir com essência)
- 1 ovo (não utilizei)
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Misture a manteiga com o açúcar e bata com a batedeira, até obter uma mistura cremosa.
2º Passo: Adicione o sal e gradualmente misture a farinha, batendo com a batedeira entre casa adição. Misture bem até obter uma massa homogénea.
3º Passo: Divida a massa em duas partes. Numa das partes adicione o cacau e misture muito bem.
4º Passo: Embrulhar ambas as massas separadamente em papel celofane e colocar no frigorífico durante 2 horas ou poderá colocar durante 20 minutos no congelador.
5º Passo: Pré-aqueça o forno a 190 ºC 10 minutos antes de colocar os biscoitos. Retire a massa de cacau do frigorífico e divida-a em 5 partes iguais, molde cada uma em forma cilindro, obtendo-os todas do mesmo tamanho.
6º Passo: Retirar a massa de branca do frigorífico e divida-a em 4 partes iguais, molde cada uma em forma cilindro, obtendo-os todas do mesmo tamanho.
7º Passo: Vá alternando as camadas. Coloque um cilindro de chocolate ao lado um de massa branca e ao lado outro de chocolate. Por cima altere a côr.
8º Passo: Corte a massa em biscoitos de 1 cm de espessura. Coloque os biscoitos num tabuleiro e leve-os ao forno durante 20 minutos. Retire-os e deixe arrefecê-los numa grelha.
Modo de Preparação na Bimby: 
1º Passo: Colocar o açúcar e a manteiga no copo e programar 10 seg., Vel. 5.
2º Passo: Adicionar o sal e a farinha e programar 20 seg., Vel.5.
3º Passo: Retirar metade da massa do copo e reservar. A metade que ficou no copo adicionar o cacau e programar 10 seg., Vel. 7.
4º Passo: Embrulhar ambas as massas separadamente em papel celofane e colocar no frigorífico durante 2 horas ou poderá colocar durante 20 minutos no congelador.
5º Passo: Pré-aqueça o forno a 190 ºC 10 minutos antes de colocar os biscoitos. Retire a massa de cacau do frigorífico e divida-a em 5 partes iguais, molde cada uma em forma cilindro, obtendo-os todas do mesmo tamanho.
6º Passo: Retirar a massa de branca do frigorífico e divida-a em 4 partes iguais, molde cada uma em forma cilindro, obtendo-os todas do mesmo tamanho.
7º Passo: Vá alternando as camadas. Coloque um cilindro de chocolate ao lado um de massa branca e ao lado outro de chocolate. Por cima altere a côr.
8º Passo: Corte a massa em biscoitos de 1 cm de espessura. Coloque os biscoitos num tabuleiro e leve-os ao forno durante 20 minutos. Retire-os e deixe arrefecê-los numa grelha.

Fonte: Receita ligeiramente adaptada do livro "Cakes & Cookies".

24/11/2009

Esparregado de Espinafres e o I Encontro de Blogs Portugueses em Inglaterra

Este Domingo realizou-se o I Encontro de Blogs de Culinária Portuguesa em Inglaterra, o qual eu tive o prazer de participar. Devo de agradecer à Alexandra Moura do Blog Maravilhas à Mesa pelo convite e por todo o empenho que teve em juntar toda a gente e pelo magnífico bolo que fez, estava uma delicia e a decoração ficou um must, vê-se que pôs muito amor e dedicação no bolinho, ainda tivemos tempo para trocas de prendas e tudo, uma vez que o Natal está mesmo á porta. Em anexo tenho a foto do bolo que a Alexandra fez para o encontro e a rosa gentilmente oferecida pela Alexandra à minha pessoa. Obrigada por tudo Alexandra e que venham mais encontros, gostei muito de vos conhecer a todos e acho que toda a gente que faz parte da blogsfera culinária devia participar num encontro pelo menos uma vez.
Agora passando à receita, se existe acompanhamento que eu adoro é esparregado, simples de fazer, rápido e super saboroso. Esta receita esta mais que batida, mas nunca é demais relembrar, para além de que as pessoas que mais vêm a blog são anónimos que nunca comentam e só querem saber como se faz certa e determinada coisa, por isso dedico este post aos anónimos, como eles eu também fui uma durante muito anos, a pesquisar e a retirar receitas da blosesfera, sem nunca comentar. Mas agora tudo mudou...
Ingredientes: - 300 gr. de folhas de espinafres frescas - 4 dentes de alho - 3 colheres de sopa de azeite - 3 colheres de sopa bem cheias de farinha sem fermento - 500 ml de leite magro
- 50 gr. de queijo mozzarella
- Sal q.b. - Pimenta q.b.
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Coloque 1 L de água a aquecer numa chaleira. Lave as folhas em água corrente. Coloque a água a ferver numa taça e coloque as folhas de espinafres dentro da taça durante 5 minutos. Escorra as folhas e pique-as.
2º Passo: Leve uma frigideira ao lume com o azeite e junte os alhos picados assim que estiver quente. Adicione os espinafres e saltei, mexendo regularmente. Tempere com sal e pimenta. Dissolva a farinha num pouco de leite (use o minímo possível de leite para diluir).
3º Passo: Adicione o leite e a farinha dissolvida à frigideira e continue a mexer até o esparregado engrossar. Rectifique os temperos se for necessário. Adicione a mozzarella antes de servir e mexa para a integrar no esparregado.
Notas: Apesar de ser a Maria Limoeira, nunca coloco limão ou vinagre no esparregado, prefiro mantêr o seu sabor natural.

22/11/2009

Iogurtes Maravilha

Já tenho feito imensas vezes iogurtes, mas de todos os que já experimentei continuo a apreciar e muitos os naturais. Depois de já ter feito iogurtes naturais de mil e uma maneiras, encontrei a receita ideal. Não tem segredo nenhum, o segredo apenas reside no iogurte que se utiliza sendo o iogurte que me deu melhores iogurtes naturais até hoje o grego, e apartir desse dia nunca mais utilizei outro tipo de iogurte para fazer iogurtes.
Ingredientes:
- 1 L de leite magro - 1 iogurte natural grego - 20 gr. de Leite em pó magro
Modo de Preparação na Bimby:
1º Passo: Colocar o leite e o leite em pó no copo da Bimby e programar nos primeiros 10 seg. programar Vel. 3 e depois 4 min., Temp. 50 ºC, Vel. 1.
2º Passo: Adicionar o iogurte natural grego e programar nos primeiros 10 seg. programar Vel. 3 e depois 1 min., Vel. 2.
3º Passo: Colocar os iogurtes na iogurteira durante 6-8h. Se não tiver iogurteira coloque dentro de copos de vidro e disponha-os no forno a 50ºC desligado, cobertos com um cobertor bem abafados. e deixe-os assim durante 10-12 horas.
Espero que experimentem e vão ver que realmente este tipo de iogurte faz a diferença por ter mais gordura do que os outros.

20/11/2009

Torta de Laranja para o aniversário do Tertúlias de Sabores



Como alguns sabem hoje é o 2º aniversário do Tertúlias e para comemorar o aniversário a Moira lançou um desafio. O qual consistia em escolher uma receita do reportório dela, reproduzi-la e fazer um post sobre a mesma. Depois de uma rápida pesquisa pelo Tertúlias vi esta linda Torta de Laranja que me conquistou logo à primeira vista, pela sua simplicidade e porque nunca tinha feito nenhuma torta de laranja, e também por simbolizar uma data importante para a Moira. Parabéns à Moira pelo seu blog ter completado 2 anos e pelo contributo na blogesfera ao longo destes 2 anos, com receitas e fotos fantásticas é impossível não fazer regularmente visitas.

Para além de hoje ser o 2º aniversário do Tértulias de Sabores, hoje também é o 2º aniversário de alguém muito especial que também completa 2 anos (que coincidência). Por isso esta torta vai para os aniversariantes com apenas uns ajustes da minha parte, sorry Moira.


Ingredientes:

- 10 ovos
- Metade do peso dos ovos em açúcar branco (eu coloquei menos 100 gr. para nao ficar demasiado doce para mim)
- 2 colheres de sopa de amido de milho
- raspas de 2 laranjas (eu coloquei de 2 laranjas e meia)
- sumo de 2 laranjas (eu coloquei sumo de 3 laranjas)
- Açúcar para polvilhar


Modo de Preparação Tradicional:

1º Passo: Liga-se o forno para os 90º. Unta-se um tabuleiro com margarina, forra-se de papel vegetal e volta-se a untar com margarina.

2º Passo: Batem-se todos os ingredientes com um garfo até formar bolhas. Vaza-se no tabuleiro e leva-se ao forno, subindo nessa altura a temperatura para 170º.

3º Passo:Quando começa a cheirar a cozido, testa-se com um palito, se o palito sair seco a massa está cozida. Numa mesa coloca-se um pano limpo e polvilha-se com açúcar, vira-se por cima a torta e retira-se de imediato o papel vegetal. Enrola-se a torta com a ajuda do pano e deixa-se assim repousar dentro do pano por algum tempo antes de transferir para uma travessa para não se partir.




Notas: As únicas alterações que eu fiz foi diluir o amido de milho no sumo de laranja e depois juntar aos restantes ingredientes.

18/11/2009

Douradas no Forno

Se existe peixe que eu gosto muito é Sparus aurata sp. (dourada) , ela fica bem no forno, ela fica bem grelhada, ela fica bem com muitos ingredientes e modos de preparação, para além do sabor ser óptimo. Especialmente se a dourada for do mar e não de viveiro, apesar de hoje em dia as douradas serem quase todas criadas em viveiros.
As douradas (são da família dos sargos, pargos, bogas e gorazes), têm o corpo oblongo, coberto de escamas geralmente dentadas. Têm três espinhos na barbatana anal. O céu da boca é liso e possuem uma dentição característica, com dentes incisivos cortantes (4 ou 6 em cada maxila) e os posteriores arredondados (em três fiadas). Esta dentição permite-lhe partir as conchas grossas dos moluscos de que se alimentam. Habitam os mares tropicais e temperados (nas partes mais quentes), sendo relativamente abundante no Mediterrâneo e Atlântico, na costa portuguesa. Peixe sedentário e solitário, pode também enquadrar-se em pequenos cardumes. Vive normalmente próximo das costas e desova no Verão - é um peixe essencialmente carnívoro, mas muito tímido. Pode atingir 1 metro ou mais de comprimento e mais de 15 quilos de peso. A sua carne é um pouco seca mas de um gosto excelente. Aparece até aos 150 metros de profundidade, mas é entre os 25 e 30 metros que se sente mais à vontade.
Ingredientes para 4 pessoas:
- 2 douradas com 750 gr. cada uma
- 2 cebolas às rodelas
- 2 cenouras
- 1 pimento verde
- 1 pimento vermelho
- Sal q.b.
- Pimenta preta q.b.
- Azeite
- Salsa q.b.
- 1 kg. de batatas pequenas
- 7 dentes de alho
 
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Arranje o peixe e salgue-o. Coloque um pouco de azeite no fundo de um tabuleiro, coloque o peixe por cima. À volta dos peixes disponha a cebola às rodelas, as cenouras às rodelas, tiras de pimento vermelho e verde. Tempere com pimenta e regue generosamente com azeite.
2º Passo: Pré-aqueça o forno a 200 ºC. Dê um corte em cada pólo das batatas, coloque-as num tabuleiro, por cima disponha os alhos picados e a salsa, regue com um fio de azeite. Tempere com sal e misture tudo muito bem.
3º Passo: Leve o peixe e as batatas ao forno durante 30-40 minutos, ou até os alimentos estarem cozinhados.

16/11/2009

Costeletas de Porco à la Pesto


Com a receita de pesto que fiz, quis experimentar em novos pratos para ver qual era o resultado. Neste caso, foi bastante satisfatório, pois o resultado final superou as minha expectativas. As fotos é que não ficaram lá grande coisa, para variar.
Ingredientes para 4 pessoas:
- 4 costeletas de porco
- 50 gr. queijo creme light
- 4 colheres de sopa de pesto
- 4 dentes de alho
- 100 ml de vinho branco
- 1 colher de sopa bem cheia de massa de pimentão
- 30 ml de azeite
- Sal q.b.
- Pimenta preta moída fresca q.b.
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Abra uma bolsa nas costeletas e rechei-as com uma colher de sopa de pesto e um pouco de queijo creme. Feche a bolsa com a ajuda de palitos. Num pilão misture o sal, pimenta, alhos, vinho e massa de pimentão e misture tudo até obter uma pasta. Tempere as costeletas com a pasta.
2º Passo: Coloque o azeite numa frigideira. Core as costeletas no azeite quente. Acrescente a marinada e cozinha tapado durante 5 minutos.

Notas: Poderá substituir o queijo por farinheira sem pele.
Fonte: Receita adaptada da revista Receitas de Sucesso nº 336.

15/11/2009

Pudim Custard de Banana para o dia Beje

 
Esta é a minha primeira participação no "Dia da Cor" e posso dizer que apesar da cor beige estar por todo o lado e presente em muitas coisas, foi muito difícil escolher o que fazer, pois muitas coisas andam entre o branco, creme e amarelo e não no beige. Depois de pensar acabei por escolher uma coisa bem fácil e rápida de fazer.
 
Ingredientes para 4-6 pessoas:
- 200 ml de açúcar granulado branco (usei um copo que leva 200 ml)
- 100 ml de farinha sem fermento para bolos
- 50 ml de amido de milho
- 700 ml de leite magro
- 4 gemas de ovo
- 50 gr. de manteiga
- 10 bolachas digestivas com sabor a chocolate
- 1 colher de sopa de extracto de baunilha
- 3 bananas pequenas
- Canela para polvilhar
Modo de Preparação Tradicional:
 
1º Passo: Misture o açúcar, farinha e amido de milho numa taça e misture tudo muito bem.
 
2º Passo: Leve o leite a aquecer em lume brando. Quando o leite atingir os 70ºC retire um quarto da sua quantidade e misture com as gemas de ovo. Misture o leite com os ovos aos ingredientes do 1º passo e junte ao leite que está ao lume.
 
3º Passo: Vá mexendo a mistura frequentemente até que o pudim fique agarrado às costas da colher. Deverá estar espesso.
 
4º Passo: Retire do lume e adicione a manteiga e extracto de baunilha, misture bem. Deixe o pudim arrefecer até atingir a temperatura ambiente.
 
5º Passo: Corte as bananas às rodelas. Triture as bolachas. Distribua as bolachas trituradas por taças ou copos onde irá servir a sobremesa, por cima disponha algumas rodelas de banana, repita mais uma camada de bolachas e bananas a meio do copo ou taça. Leve ao frigorífico até á hora de servir. Antes de servir polvilhe com bolachas trituradas e canela.
 
Delicie-se com esta sobremesa...
 
Notas: Poderá regular-se por um copo medidor para obter os ingredientes sólidos em ml., mas em ml é óptima para quando não temos balança onde pesar os ingredientes.

13/11/2009

Gratinado de Batatas e Alho Francês

O alho-porro (português europeu) ou alho-poró (português brasileiro) (Allium porrum ou, segundo J. Gay Allium ampeloprasum var. porrum) é um vegetal que pertence à mesma família (Alliaceae) das cebolas e dos alhos.
Em vez de formar um bulbo arredondado, como a cebola, o alho-francês produz um longo cilindro de folhas encaixadas umas nas outras, esbranquiçadas na zona subterrânea, sendo esta a parte das folhas a mais utilizada na culinária, ainda que a parte verde também possa ser utilizada, por exemplo, em sopas. Para que o bulbo fique de cor branca é necessário proceder à "amontoa", cerca de 30 dias antes da colheita. Tal operação consiste em soterrar quase por completo a planta.
Existe um conjunto de variedades particularmente adaptadas ao frio e que se mantêm prontas para consumo durante o inverno. É mais resistente à geada que a cebola. A planta adapta-se facilmente a qualquer tipo de solo, ainda que prefira solos pouco ácidos ou sensivelmente neutros. É aconselhável também que o solo seja bem drenado. Em geral subdividem-se as variedades cultivares de alho-francês em alho-francês de inverno e de verão. Enquanto que o alho-francês de verão é plantado com vista a uma colheita rápida, o alho-francês de inverno é geralmente colhido até à primavera seguinte ao ano em que é plantado. As variedades de verão são geralmente de menor porte e têm um sabor menos intenso que as variedades de inverno.
Ingredientes para 4 pessoas:
- 450 gr. de batatas novas pequenas
- 1 alho francês grande
- 25 gr. de manteiga
- 2 dentes de alho
- 1 colher de sopa bem cheia de farinha sem fermento
- 300 ml de leite magro
- Sal q.b.
- Pimenta q.b.
- Noz-moscada q.b.
- 2 colheres de sopa de sementes de abóbora
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Pré-aqueça o forno a 200ºC. Corte as batatas às rodelas e leve-as ao lume em água a ferver durante 10 minutos, ou até estarem tenras. Adicione o alho francês às rodelas de batata 2 minutos antes de desligar o fogão. Escorra a água e coloque as batatas e alho francês num recepiente refractário.
2º Passo: Derreta a manteiga e adicione os alhos picados. Após 1 minuto adicione a farinha e misture bem. Gradualmente vá adicionando o leite e mexa bem até obter um molho consistente e cremoso. Tempere com sal pimenta e noz-moscada.
3º Passo: Deite o molho sobre as batatas e alho francês. Polvilhe com as sementes de abóbora. Leve ao durante 5-8 minutos, até gratinar. Sirva de imediato.
Receita adaptada da Morrisons Magazine Maio/Junho de 2008.

11/11/2009

Pesto de Manjericão

O pesto "nasceu" em Genoa província da Liguria. É utilizado em massas, sendo a mais usada em Genoa com pesto a trenette, também é usado com gnocchis e para dar sabor a sopas. No caso das sopas o pesto é apenas adicionado antes de servir.
O coração e alma tradicional do pesto é o manjericão. O mesmo nasce de forma natural e espontânea em Genoa, o que leva ao seu sabor e distinção entre os pestos produzidos noutras regiões de Itália e em outros países usando outras variedades de manjericão.
O modo tradicional de se fazer pesto é através da utilização de um pilão, mancerando todos os ingredientes lentamente até todos os sabores se difundirem. Mas pela falta de tempo que temos hoje em dia o mais usual é usar processadores ou a bimby para fazer o mesmo. No meu caso, preferi perder tempo e fazer o pesto à maneira antiga, não levei assim tanto tempo como tudo isso e enchi um frasco com capacidade para 150 ml. E depois desta experiência vou fazer muitas mais vezes e sempre à maneira tradicional.
Ingredientes: - 50 gr. de manjericão (aproximadamente 3 mãos cheias) - 4 dentes de alho picados grosseiramente - 50 gr. de pinhões - 50 gr. de parmesão
- 70 ml de azeite (mais ou menos)
- sal q.b.
Modo de Preparação à antiga:
1º Passo: Levar os pinhões a tostar no forno durante 3-5 minutos a 150ºC.
2º Passo: Colocar algumas folhas no pilão com um pouco de azeite e triturar. Quando começarem a perder volume, adicionar mais folhas e um pouco de azeite, repita o processo até terminar as folhas.
3º Passo: Adicionar uns quantos pinhões, parmesão e alho e misturar muito bem. Ir adicionando um pouco mais destes ingredientes ao manjericão e macere muito bem para ligar tudo.
4º Passo: Transfira o pesto para um frasco. Adicione um pouco mais de azeite para cubrir o pesto, aproximadamente até 0,5 cm acima do pesto.
5º Passo: Poderá ficar armazenado no frigorífico até 15 dias.
Notas: O pesto pode ser feito com outras plantas, tais como espinafres, rúcula, agriões, etc... Fonte: http://www.inmamaskitchen.com/ITALIAN_COOKING/Pesto.html

09/11/2009

Abóbora Manteiga recheada com Carne


Como já tinha referido num post à uns dias atrás, comprei 3 abóboras manteiga, esta foi a segunda receita que fiz com elas. Depois de ver o post da Gasparzinha com Abóbora manteiga recheada, lembrei-me de as fazer recheadas, e assim foi.
Ingredientes para 4 pessoas:
- 2 Abóboras manteiga
- 250 gr. de carne picada
- 1 pimento vermelho
- 3 dentes de alho
- 1 cebola
- 4 colheres de sopa de polpa de tomate
- 8 folhas de manjericão fresco picado
- 10 ml de azeite
- 50 ml de vinho branco seco
- Pão ralado q.b.
- Sal q.b.
- Pimenta preta q.b.
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Pré-aqueça o forno a 210º C. Corte as abóboras as meio, retire as sementes com a ajuda de uma colher. Separe-as, passe-as por água e reserve. Coloque as abóboras num tabuleiro e leve-as ao forno durante 50 minutos, nos primeiros 25 minutos coloque uma folha de papel de alumínio, ao fim deste tempo retire o papel de alumínio e junte as sementes das abóboras. Entretanto tempere a carne picada a gosto.
2º Passo: Retire as abóboras do forno e deixe arrefecê-las durante 10 minutos. Retire a polpa. pique-a e reserve. Reserve as sementes. Quando estiverem frias, descasque-as.
3º Passo: Numa frigideira anti-aderente coloque o azeite e leve ao lume, quando o azeite estiver quente junte os alhos picados, e passado 1 minuto a cebola picada finamente. Refogue e adicione o pimento vermelho. Adicione a carne e mexa até a carne estar cozida, junte o vinho e deixe cozinhar por 5-10 minutos em lume baixo.
4º Passo: Junte a polpa de tomate e polpa de das abóboras e cozinhe por 5 minutos. Adicione o manjericão e tempere com pimenta e sal, mexa por 2 minutos.
5º Passo: Recheie as cascas das abóboras com o preparado, polvilhe com pão ralado e com as sementes das abóboras. Leve ao forno durante 10-15 minutos a 200ºC.


Estavam super boas, como no ínicio as levei ao forno durante 50 minutos, pode-se comer a casca e tudo, pois fica super mole e saborosa.
Notas: Não deite as sementes fora, poderá utilizá-las noutros pratos e refeições.

06/11/2009

Pizza de Arroz com Rabanetes

Em casa com 1 Kg. de rabanetes para gastar...Em saladas já estava a ficar um pouco farta, por isso decidi procurar na net a ver o que encontrava, até que encontrei esta receita aqui, e disse: "É mesmo isto!". Coloquei mãos à obra, e o certo é que ficou super bom, aconselho vivamente a quem tem restos de arroz que não são quase nada a fazer somente a base de arroz para pizza e recheá-la com o que quiser, pois vale a pena.
Ingredientes para a massa da pizza (tamanho médio):
- 2 colheres de sopa de azeite
- 100 ml de leite
- 2 ovos
- 2 colheres de sopa de farinha com fermento
- 3 colheres de sopa de mozzarella ralada
- 1 chávena de arroz cozido cheia (com capacidade para 300 ml)
Ingredientes para o recheio:
- 3 colheres de sopa de polpa de tomate
- 8 rabanetes pequenos ralados
- 1 cebola às rodelas
- 100 gr. de mozzarella ralada
- 1 colher de sopa de oregãos
- 6 azeitonas pretas
- 1 fatia de fiambre grossa cortada aos cubos
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Pré-aquecer o forno a 200ºC. Com uma vara de arame misture o azeite com o leite e os ovos. Junte o arroz, farinha e queijo e misture tudo muito bem.
2º Passo: Forre a forma de uma pizza média com papel vegetal e por cima disponha a massa preparada. Uniformize a massa com a ajuda das costas de uma colher, leve ao forno durante 15-20 minutos, ou até a massa estar dourada.
3º Passo: Retire do forno. Coloque a polpa de tomate e espalhe por toda a superficie da pizza, por cima coloque a cebola, fiambre, rabanetes ralados, queijo, azeitonas e oregãos. Leve de novo ao forno por mais 15-20 minutos, ou até os ingredientes estarem cozinhados.


Notas: Aconselho a se fizerem arroz de propósito para este fim, que não o deixem cozer muito. O arroz deverá ser usado no ponto antes de estar cozido.
Fonte: Receita ligeiramente adaptada daqui.

04/11/2009

Fusilli com molho de gorgonzola e cogumelos

Se existem refeições que eu adoro são as que têm massa/pasta. Gosto de todas forma, sabores e feitios. Combinam bem com tudo e mais alguma coisa e são super fáceis de fazer.
O Gorgonzola é uma variedade de queijo azul fabricado com leite de vaca, cuja oringem provêm da localidade de Gorgonzola, que fica nos arredores de Milão.
A sua massa é cremosa com um sabor agradável e um aroma relativamente intenso.
Neste queijo, assim como em todos os queijos azuis, durante o processo de maturação, são injectados fungos, neste caso é a penicilina, que fazem com que tenha veias verde-azuladas que lhe dão um sabor especial e único. Na fabricação industrial atualmente usa-se o processo HTST ("High Temperature Short Time") para pasteurizá-lo, o outro método de pasteurização utilizado é através de um ejector de vapor.
Ingredientes para 4 pessoas: - 350 gr. de fusilli tricolor - 3 colheres de sopa de azeite - 350 gr. de cogumelos champignon - 2 dentes de alho picados finamente -300 ml de natas de soja - 250 gr. de Gorgonzola - Sal q.b. - Pimenta preta moída na hora q.b. - 2 colheres de sopa de coentros picados finamente Modo de Preparação:
1º Passo: Coloque água com um pouco de sal ao lume até ferver. Adicione a massa e deixe cozinhar durante 8-10 minutos.
2º Passo: Entretanto prepare o molho. Aqueça numa frigideira anti-aderente o azeite. Adicione os cogumelos cortados às fatias e deixe cozinhar em lume brando durante 5 minutos. Adicione os alhos picados e cozinhe em lume brando por mais 2 minutos. 3º Passo: Adicione as natas de soja à frigideira e deixe ferver. Depois de ferver mexa durante 1 minuto. Adicione o queijo e cozinhe em lume brando até que o queijo derreta. Não deixe que o molho ferva depois de adicionar o queijo. Tempere com sal e pimenta preta e retire do lume.
4º Passo: Escorra a água da massa. Adicione o molho, misture e sirva polvilhado com os coentros picados.
Receita adaptada do livro "Everyday Vegetarian". Notas: Não lave os cogumelos em água corrente, limpe-os com um pano húmido ou utilize uma escova macia. Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gorgonzola

02/11/2009

Arroz de Abóbora Manteiga

Eram uma vez 3 abóboras manteiga compradas por 1 € (as três) na praça municipal. E agora que destino lhes dar? Pois pensei, pesquisei, vi, li, reli e cheguei à conclusão que iria fazer um arroz com uma delas e com as outras duas decidi recheá-las. Mais tarde irei colocar o post com esta receita.
Ingredientes para 2 pessoas:
- 350 gr. de Abóbora manteiga
- 1 cebola roxa
- 1 colher de sopa de azeite
- Metade de uma cubo de caldo de vegetais
- 125 gr. de Arroz Basmati
- 2 colheres de sopa de tomilho seco
- 500 ml de água
- Sal q.b.
- Pimenta q.b.
- Papel de alumínio
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Pré-aqueça o forno a 200 ºC. Pele a abobora manteige e corte em fatias longitudinalmente.
2º Passo: Coloque as fatias da abobora manteiga num pirex juntamente com meias luas de cebola roxa e regue com um fio de azeite. Tempere com sal e pimenta e leve ao forno durante 20 minutos ou até os legumes estarem dorados.
3º Passo: Dissolva metade do caldo de vegetais nos 500 ml de água. Adicione o arroz e tomilho seco à água mexa bem e deite a água por cima dos vegetais que estavam no forno. Cubra com papel de aluminio e leve de novo ao forno durante 25-30 minutos. Até ver que o arroz está cozinhado.
Eu acompanhei este arroz com uma bela de uma salada, e foi mais uma das minhas opções vegetarianas introduzida no meu menú semanal. Este prato é bastante baixo em calorias.
Receita adaptada da Somerfield Magazine de Março de 2009.