13/10/2009

Espargos salteados em flor de filo

A massa filo é fantástica, dá para dar asas à imaginação pela sua forma, cor, sabor, etc... É uma pena ser um massa um pouco difícil de trabalhar, o que me leva a comprá-la frequentemente.
Os espargos são constituídos maioritariamente por água. A sua constituição apresenta um nível de gorduras e açucares muito baixo, ao contrário do seu elevado teor proteico. Contêm um alto teór em fibras. São uma excelente fonte de vitamina A, C e E. Também presentes, estão outras vitaminas do grupo B, como a B1, B2, B3 E B6 (1). Tem um sabor delicado, poucas calorias e é particularmente rico em ácido fólico, além de ter propriedades diuréticas (2).
Ingredientes:
- 1 Cebola
- 6 folhas de Massa Filo
- 2 Cenouras
- 3 ramos de cebolo
- 2oo gr. de cogumelos
- 40 ml de Azeite
- 1 Colher de sopa de farinha
- 250 ml de leite magro
- 30 ml de Vinho Branco Seco
- 250 gr. de Espargos Frescos
- Sal q.b.
- Pimenta q.b.
- Ervas da Provence q.b.
- 8 Ramequins
Modo de Preparação na Bimby:
1º Passo: Pré-aqueça o forno a 220ºC.
2º Passo: Pincele cada folha de massa filo com azeite ou manteiga de azeite. Corte em 8 quadrados a massa filo e sobreponha 6 folhas umas nas outras, desencontrado as pontas por forma a parecer uma estrela com 12 pontas.
3º Passo: Coloque cada quadrado num ramequim e por cima coloque a forma de um queque. Precione ligeiramente para ficar com as pontas da massa de fora. Leve a cozer durante 5 minutos ou até as pontas da massa estarem bem douradas.
4º Passo: Coloque os espargos durante 5 minutos em água a ferver. Findo este tempo, escorra a água (que poderá utilizar para fazer arroz) e corte os espargos aos bocadinhos com 2cm de comprimento. Aproveite algumas das pontas para enfeitar.
5º Passo: Coloque a cenoura, cebola, 15 ml de azeite e o cebolo no copo da Bimby e programe 8 seg., Vel.5. Programe 5 min., Temp. 100ºC, Vel. 2.
 
6º Passo: Limpe os cogumelos com um pano húmido e corte-os às fatias. Adicione os cogumelos, os espargos, o sal, pimenta e ervas de provence ao copo da Bimby e programe 4 min. Temp. 90ºC, Vel. Colher.
7º Passo: Junte a farinha, vinho e o leite ao copo e programe 5 min., Temp. 90ºC, Vel. Colher.
8º Passo: Distribua o preparado pelas caixinhas de massa filo e decore com as pontas dos espargos.
Modo de Preparação Tradicional:
1º Passo: Pré-aqueça o forno a 220ºC.  

2º Passo: Pincele cada folha de massa filo com azeite ou manteiga de azeite. Corte em 8 quadrados a massa filo e sobreponha 6 folhas umas nas outras, desencontrado as pontas por forma a parecer uma estrela com 12 pontas.

3º Passo: Coloque cada quadrado num ramequim e por cima coloque a forma de um queque. Precione ligeiramente para ficar com as pontas da massa de fora. Leve a cozer durante 5 minutos ou até as pontas da massa estarem bem douradas.  

4º Passo: Coloque os espargos durante 5 minutos em água a ferver. Findo este tempo, escorra a água (que poderá utilizar para fazer arroz) e corte os espargos aos bocadinhos com 2cm de comprimento. Aproveite algumas das pontas para enfeitar.
5º Passo: Corte as cenouras, cebola e cebolo aos bocadinhos. Limpe os cogumelos com um pano húmido e corte-os às fatias.
6º Passo: Coloque o azeite numa frigideira. Quando estiver quente adicione as cenouras, cebolo e cebola e refogue até os alimentos estarem moles. Adicione os cogumelos e os espargos e cozinhe por mais 8-10 minutos. Tempere com sal, pimenta e ervas, mexa durante 1 minutos.
7º Passo: Junte a farinha, vinho e leite, mexa até engrossar um pouco.
8º Passo: Distribua o preparado pelas caixinhas de massa filo e decore com as pontas dos espargos.
Receita adaptada da Vaqueiro daqui.

14 comentários:

  1. Que lindo prato vegetariano :) A disposição dos alimentos no prato quase parece uma cara. Só falta o nariz!

    Quanto ao dia da cor, contamos contigo em Novembro. Quanto aos queques vão ter de esperar pois estou enjoada de tantos doces. Até o título do teu blog me custa a "digerir" nesta altura do campeonato (muito muito açúcar...grrrr)!

    ResponderEliminar
  2. Oi Rute!

    Agora que falas em cara. Olhei bem para a foto e parece-me o cocas o sapo. Nao sei bem porque!!!

    Eu tambem tenho alturas que me apetece muito doces e outras que nem ve-los.

    Jocas

    ResponderEliminar
  3. Que perfeição! Adoro espargos! bjinho

    ResponderEliminar
  4. Hello Argas!

    Eu como pelo menos 1 vez por semana espargos. Adoro-os.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Adorei a receita!!! Esta semana descobri que o Modelo, aqui junto a minha casa tb vende massa filo... que felicidade eheh
    Assim já posso fazer algumas receitas maravilhosas que tenho visto no mundo blogueiro :-)

    Bjokas***

    ResponderEliminar
  6. Retribuo a visita. Gostei muito do que vi e li. Pena não ter provado...! Voltarei mais vezes.
    Bj

    ResponderEliminar
  7. Oi Romy!

    Fico feliz por saber que encontrou massa filo perto de si. Da ca um trabalhao fazer a mao...Uiii...Eu prefiro comprar.

    Jocas

    ResponderEliminar
  8. Ola Fatias Douradas!

    Obrigada pela visitinha e pelo coment.

    Volte sempre.

    Jocas

    ResponderEliminar
  9. Uma receita muito rica e original, bjs.

    ResponderEliminar
  10. Oi Nani!

    Obrigada pelo coment e por teres cá passado.

    Jocas

    ResponderEliminar
  11. Passando para conhecer seu blog... aguardo sua visita. ;)

    Receitas Uruguai - Brasil:
    http://receitasuruguai-brasil.blogspot.com/

    Beijos Anita.

    ResponderEliminar
  12. Oi Anita!

    Ja fui espreitar o seu blog e gostei muito.

    Jocas

    ResponderEliminar
  13. Olá cacahuete! Obg pelas visitas lá no OE :) Esta receita é a resposta certa ao meu desastre com as tartes de massa filo e recheio de queijo azul... Fiquei de repetir a experiência com outro recheio que me agradasse mais e ...achei!!! ;) O efeito final da massa filo fica lindo :)

    ResponderEliminar
  14. Ola Cristina!

    Bem vinda ao meu cantinho. E fico a aguardar o teu resultado.

    Bigada pelo coment.

    Jocas

    ResponderEliminar

Agradeço a todos o tempo que disponibilizaram para deixar uma mensagem neste cantinho! Pois nem só de publicações vive um blog.